Uso correto das fontes: design x aplicação

Uso correto das fontes na construção de logotipos

O estudo da tipologia oferece infinitas possibilidades aos designers no momento da criação, o que pode tornar-se uma tarefa desanimadora e complexa a de combinar características visuais com mensagens que o projeto deve passar, para fazer o uso correto das fontes.

Embora a experimentação possa conduzir a resultados interessantes, o tempo consumido muitas vezes inviabiliza esta tentativa e acabamos, para não errar, por escolher as fontes que já conhecemos.

Porém, com um pouco de conhecimento é possível ousar sem comprometer o resultado do projeto.

A primeira coisa que devemos nos lembrar é que a fonte cumpre o papel de transmitir uma mensagem, portanto temos que assegurar que a mensagem será bem recebida e passível de “tradução” (leitura).

Outro fator importante a ser considerado é o público alvo a ser atingido. Por exemplo: Para pessoas de mais idade, evite fontes pequenas ou muito leves. Para crianças em fase de alfabetização deve-se evitar fontes com muitos detalhes ou fantasia que podem gerar confusões na “decodificação”.

A escolha da fonte normalmente se dá pelas suas características visuais:

Características que classificam as famílias tipográficas

O desenho das letras, em cada uma das famílias, confere uma “personalidade” tipográfica à fonte.

O significado das formas das letras segue praticamente o mesmo critério que encontramos ao analisar o significado de algumas formas geométricas.

Desta forma, se associarmos cada fonte com a respectiva forma geométrica que a compõe, teremos reveladas suas principais características.

Exemplificando:

Tomando-se como base algumas fontes sem serifa e com o mesmo “tamanho” de corpo, percebemos que cada uma se encaixa melhor em determinada forma geométrica. Suas características estão intimamente relacionadas com os significados das formas em que estão contidas.

Assim, podemos dizer que a fonte inserida no quadrado passa a ideia de firmeza, tecnologia, organização.

Já a que está no retângulo deitado não deixa dúvidas quanto a estabilidade.

No retângulo de pé a fonte passa a sensação de crescimento, ascensão.

Fontes que se ajustam a um losango inclinado indicam movimento (as variações de italic também se enquadram neste caso).

Quanto as fontes inseridas no triângulo, a sensação é de sucesso e dinamismo

 

A elipse, bem como as fontes nela inscritas representa a ideia de movimento, transformação e modernidade

 

O círculo confere às fontes características orgânicas, naturais e flexíveis.

Vejam mais sobre a análise das formas geométricas em outros artigos:

Além da influência das formas geométricas na qual estão embutidas, as fontes também têm seu uso determinado por características de sua condição gráfica propriamente dita.

Principais usos das fontes tipográficas

Assim, fontes serifadas normalmente são usadas em blocos de texto (livros, jornais, revistas), pois as serifas tendem a guiar o olhar através do texto: o ser humano lê palavras ao invés de letras individuais, com isso, as letras serifadas parecem juntar-se devido aos seus prolongamentos, unindo as palavras.

” A boa tipografia deve ter 
a transparência de uma taça de cristal 
que permite ver claramente o vinho
sem interferência.” 
 

Beatrice – editora da Monotype Recorder

 

Nesta categoria, a Times é sem dúvida a mais popular das fontes, principalmente para o uso comercial, o motivo está nas características que se buscou quando a fonte foi criada: ser uma fonte masculina, direta e simples.

Já as fontes sem serifa costumam ser usadas em títulos e chamadas, pois valorizam cada palavra individualmente e tendem a ter maior peso, chamando a atenção, já que parecem mais limpas. Elas são perfeitas para exibição de textos digitais pois transmitem sensação de limpeza, clareza, organização, fatores primordiais para atrair o visitante à leitura.

Fontes condensadas são ótimas para economizar espaço, porém devem ser evitadas em outdoors, por exemplo, onde a leitura deve ser muito ágil pois geralmente é feita com o espectador em movimento.

Fontes scripts, que imitam a escrita humana são largamente utilizadas em trabalhos mais elaborados como diplomas e convites, pois seguem tendências tradicionais vindas da Idade Média, seu desenho sugere classe, tradição, elegância, antiguidade.

Por isso, na hora de utilizar uma fonte na construção de uma marca, é necessário pensar no significado associado a esta fonte para que o design fique coerente à mensagem que se deseja passar.

 


Este artigo foi desenvolvido pela Agência de Marketing Top Asiole Comunicação Integrada.

 

Além de preparar conteúdos interessantes para você, nosso maior talento é buscar soluções inovadoras e eficientes para posicionar sua empresa de forma mais competitiva no mercado.

Quer saber mais sobre o que uma agência de comunicação integrada pode fazer por sua empresa?

Consulte-nos: (11) 98609-7504

2 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *